5 dicas para auxiliar na escolha da escola ideal para seu filho

Com o final do ano, dúvidas começam a aparecer. Além das preocupações com as festas e férias, outro fato que tira o sono dos pais é a renovação da matrícula escolar. Obviamente existem períodos mais críticos, como a ida para o Ensino Fundamental e depois para o Ensino Médio, mas todo ano é necessário fazer um balanço dos meses passados para que o martelo seja batido definitivamente.

Essa prática pode evitar frustrações futuras e a necessidade de mudar de instituição no meio do ano letivo. Acredito que revisar mês a mês, com o auxílio da agenda escolar, ajude os pais a deixar a memória mais fresca para essa avaliação. Por isso, listei abaixo alguns pontos para se considerar e refletir:

1- Distância: a escola precisa ser, na teoria, de fácil acesso para a família. O ideal é que seja próxima da residência, mas pode também estar entre o trajeto do trabalho dos pais ou da casa dos avós, por exemplo. O importante é encontrar uma alternativa para que ir até a escola não seja um ponto de extrema dificuldade na rotina da casa. Sem contar o tempo que os pais e a criança levam nesse deslocamento, que poderia ser utilizado em atividades mais enriquecedoras;

2- Custo-benefício : obviamente todos os pais sonham que seus filhos estudem nas melhores instituições. O gasto com educação precisa ser parte do orçamento da família, não um custo extra. Outro ponto importante é o custo-benefício em relação às atividades extracurriculares. É necessário avaliar se a criança não está sendo sobrecarregada, algo que não é saudável.  Se o preço da mensalidade ou a carga de atividades atrapalham outros fatores básicos do cotidiano, talvez seja a hora de reconsiderar;

3- Equipe: a figura do professor em sala de aula é extremamente importante, mas os funcionários que atuam fora da sala também são. Equipe de limpeza, cozinha, portaria, coordenação, cada um deles é um tijolo em uma estrutura de confiança, segurança e acolhimento das crianças;

4- Método de ensino: é importante estar ciente do método de ensino adotado pela escola. Muitas padronizam esse quesito com o uso de apostilas e outras possuem correntes pedagógicas bem definidas. Mudar para uma instituição que não siga a mesma linha pode atrapalhar a continuidade do aprendizado;

5- Crescimento: a criança evoluiu durante o ano? Aprendeu coisas novas e ampliou seus horizontes? As voltas para casa eram mais pautadas em entusiasmo ou silêncio? Tudo isso pesa no momento em que se fecha mais um ano dos filhos em determinado local. É um momento de reflexão e recapitulação de todos os dias.

Esses conceitos-chave são apenas um começo para a avaliação do ano letivo como um todo. Escolher uma boa escola influencia diretamente no futuro da criança, emocional e profissional. Espero que os pais possam utilizar essas dicas para a melhor decisão. Seguimos juntos na caminhada para uma educação que forme cidadãos.

*Fabiany Lima é fundadora do Timokids, aplicativo multilíngue de educação que ajuda pais e professores, por meio de histórias e jogos, a conversar com as crianças sobre questões importantes que devem enfrentar durante o crescimento.

Publicado: Bianca Trindade Bresciani

Comentários

Comentários