A vaidade após a maternidade

Vaidade definitivamente não é pecado, tão pouco futilidade.

Vocês devem estar questionando como ouso falar assim se nos ensinamentos cristãos a vaidade é considerada um exemplo de orgulho, ou seja, um dos sete pecados capitais. Algo enganoso e sem valor que leva a ostentação e a idolatria.

Mas não é por aí. Não é errado se arrumar e se cuidar para sentir-se bem. Lá no fundo. Para nós mesmas. Não é pra ninguém sair por aí se achando superior por causa da sua aparência. Entendem?

Ahhh que mulher não gosta de ter as unhas bem feitas, sombrancelhas expressivas, cabelo bem cuidado, passar hidratante, usar filtro solar, estar bem vestida e bem maquiada?

Pra mim tudo isso faz parte de uma rotina de bem estar e até mesmo de saúde e já ensino a Isabella a se cuidar e se amar desde pequena.

Muitas mulheres principalmente após a maternidade congelam essa vontade e necessidade de se cuidar mas hora ou outra ela volta com força total e comigo não foi diferente. Tudo foi um processo que conto em outro momento.

Meu conselho, cuidem-se mesmo!
Dê um up na autoestima e vai se sentir uma pessoa muito mais segura de si. Ninguém pode fazer isso por nós.

Esse é um papo seríssimo. Sacode a poeira aí e corre se sentir linda e poderosa.

Para quem? Para você mesma pois você super merece.

Beijos amores

Carla Biscaldi

Comentários

Leave a comment