Ao ser procurada pela justiça, faço carão mesmo.

Quando temos um bebê passamos a fazer brincadeiras pertinentes a idade deles. Mudamos a nossa voz, fazemos caretas, gestos que não fazemos normalmente por aí e no fundo nem nos importamos se alguém passar por nós com olhares estranhos.

Tudo isso para tirar proveito das gargalhas deliciosas de nossos filhos sim.

E assim seguimos por tanto tempo, acho que por uma vida toda até, e aos poucos vamos tendo transições que nem mesmo nós notamos, tamanha é a imersão e conexão com eles.

Cada fase é única e entrar na onda deles é o melhor que podemos fazer por nós e por eles.

Vocês já ouviram alguém dizer algo sobre criar memórias afetivas? Pois é, quando futuramente nossos filhos tiverem boas coisas para contar quando lembrarem do nosso toque, das nossas gargalhadas e dos nossos abraços com certeza estarão falando sobre isso.

Por isso, nada de se conter e achar que pode estar no maior mico da vida no meio de uma brincadeira. Com certeza você estará sim, hahahaha, mas o que isso importa mesmo? Nada. Se solte. Sejam crianças de novo, sejam os pais que seu filho merece ter.

Nessa foto no Museu de Cera de Foz do Iguaçu, a Isabella não entendeu o contexto do quadro e então explicamos o significado. O que ela quis? Uma foto estilo Wanted… está aí! Pais na fila para tirar fotos dos filhos e eu na fila para ser fotografada com a filha. Não estou nem aí. Entro no clima mesmo e ainda faço carão de quem está sendo procurada pela justiça. 🤣🤣🤣🤣

Me conta! Você entra no clima também?

Beijos! 😘

Carla Biscaldi

Comentários

Leave a comment