Cabeça de mãe não se desliga

Mãe não desliga o pensamento
Cabeça de mãe não sossega
Não para…

Vamos falar sobre isso, aposto que vocês estão me achando maluca né?

Mas quando estão em algum lugar, exemplo, dormindo, você se desliga totalmente e desconecta se dos seus filhos?

Quando você está em algum lugar que lhe parece ser inseguro fica tranquila e não liga deixando as crianças a vontade?

Quando você está fazendo algo para si, ou seja comprando uma calça nova porque as suas já estão todas em estado de calamidade, consegue comprar só para você ou sai do shopping com pelo menos um par de meia para seus filhos?

Aposto que de todas as perguntas feitas acima, duas ou mais você se identificou não é?

Pois é então você é grupo das mães mentalmente conectadas aos filhos assim como eu e as mamães de filhos mais velhos aposto que diriam que isso acontece para sempre independente da idade.

Às vezes o nosso cansaço não é nem somente físico mais sim emocional, deve ocorrer lá dentro do nosso cérebro , várias sinapses, envio de sinais de alerta entre outros milhares que é nos enviado quando estamos juntos ou longe deles.

Mãe tenta se desconectar, mas não consegue. Seu filho já faz parte do seu corpo mesmo que o cordão umbilical já tenha sido cortado lá atras.

Por isso dizem em pesquisas que o cérebro durante a gestação diminui, mas fica mais eficiente, maternidade pode realmente tornar o cérebro mais forte.

“Gravidez e maternidade são eventos dramáticos que mudam a vida e têm repercussões duradouras no cérebro. Mas as repercussões podem ser boas”

O cérebro da mulher passa por um crescimento após o parto que modifica comportamentos e aumenta a motivação. A área aumentada do cérebro, segundo informa o neurocientista, envolve o raciocínio, motivação, emoções. Desta forma, o lado mãe fica mais aflorado, determinante para contribuir no cuidado e desenvolvimento com a criança, reforça o pesquisador.

Trazendo essa pesquisa para o dia a dia, podemos reforçar o discurso do quão é delicado o papel de mãe. Mesmo sem você saber, seu corpo cria mecanismos para encarar uma situação totalmente diferente na vida.

Aquela força de acordar de madrugada sem ter dormido quase nada ou o desejo de cuidar do bebê e tudo aquilo que pensávamos ser instinto maternal pode ser algo ativado mais por uma nova construção cerebral.

É assim se explica a maternidade, vínculo que jamais será separado e estado de atenção sempre ligado.

Beijos,
Bianca Trindade Bresciani

Comentários

Comentários