Como ajudar o bebê a dormir a noite toda?

Não existe forma milagrosa, mas que o sono é uma parte complicada com a chegada de um bebê para muitas famílias, isso é fato, não tem como negar, então separamos 7 dicas que podem auxiliar e ensinar o seu bebê a dormir a noite toda.

1. Faça do sono uma prioridade

A qualidade do sono é fundamental para o crescimento e o desenvolvimento do seu filho. Bebês que não dormem direito liberam mais hormônio do estresse, o cortisol, que os faz acordar mais durante a noite, criando um círculo vicioso de ainda mais estresse e cansaço pra todo mundo. E isso só piora quando a criança cresce. Incontáveis estudos mostram que crianças que não passam adequadamente pelo sono REM (movimento rápido dos olhos), um estágio de alta atividade cerebral, tem menos atenção, mais problemas de comportamento e não aprendem tão bem.

2. Estabeleça uma rotina

“Crie bons hábitos de sono desde cedo”, diz o dr. Mindell. Ele acrescenta que bebês que já têm uma rotina de ir pra cama com 12 semanas de vida vão dormir melhor mais tarde. Em um estudo de 2009, publicado no periodico especializado Sleep, o dr. Mindell pediu para que os pais de bebês e crianças pequenas estabelecessem um regime de três passos: um banho, uma massagem e atividades silenciosas; 30 minutos após o banho, eles tinham de apagar as luzes e, então, colocar o pequeno para dormir como fariam normalmente, seja embalando até pegar no sono ou colocando na cama acordado mesmo. Três semanas depois, essas crianças pegavam no sono mais rápido do que antes, acordavam menos durante a noite e eram mais tagarelas durante o dia – assim como as mães delas, finalmente descansadas.

3. Coloque na cama acordado

Embalar, aconchegar e dar mamadeira pode até fazer seu filho dormir agora, mas, a longo prazo, o resultado não é tão bom. Sem perceber, você o está treinando para precisar de “muletas” que o façam pegar no sono, como o peito, a mamadeira, o embalo, a chupeta. Quanto mais cedo você ensiná-lo a dormir por conta própria, mais cedo ele vai aprender a se acalmar sozinho quando acordar no meio da noite. O dr. Mindell encoraja os pais a mudarem a última mamada para o início da rotina de dormir – em vez de pegar no sono nos seus braços, seu filho vai para o berço depois de ouvir uma história ou após trocar a fralda. “Quanto mais os pais puderem determinar a hora de dormir e acordar da criança, melhor é”, acrescenta o dr. Owens.

4. Faça uma massagem

Depois de analisar nove estudos sobre bebês com menos de 6 meses de idade, pesquisadores da University of Warwick, na Inglaterra, descobriram que aqueles que recebiam uma boa massagem antes de ir pra cama dormiam muito melhor. Esses bebês também apresentaram menores níveis de hormônios ligados ao estresse e níveis mais altos de melatonina, o hormônio do sono. Se isso não é suficiente para convencê-la a participar da próxima aula de massagem para bebês (a maioria dos pais que participaram do estudo foi submetida a um treinamento), saiba que massagear seu filho regularmente diminui o choro e a frequência de doenças. Ou seja, vale bem a pena.

5. Entenda a fome da madrugada

Pode se preparar para o recém-nascido acordar de 3 a 5 vezes por noite para mamar até que tenha ao menos 3 meses de idade. Mas não acredite nos conselhos de sua sogra de que engrossar a mamadeira vai fazê-lo dormir mais.

Médicos do departamento de Pediatria da Cleveland Clinic Foundation fizeram pesquisas para descobrir se alimentar bebês de 5 semanas ou de 4 meses com farinhas à base de arroz faria com que dormissem a noite toda. Eles não encontraram diferença considerável na duração do sono entre os bebês que se alimentaram com a mistura e os que só tomaram leite.

“Há um ciclo eterno que ocorre com crianças que comem menos durante o dia e ficam com mais fome durante a noite, são alimentados quando acordam e, então, ficam com pouca fome ao longo do dia”, explica o dr. Mindell. Assim que você parar de exagerar na alimentação noturna, ele vai acabar comendo mais durante o dia para compensar.

Uma parte do folclore que é mesmo verdadeira: “Bebês que mamam no peito acordam com mais frequência à noite”, confirma o dr. Mindell.

Isso acontece, em parte, porque eles ficam com fome mais rápido (o corpo digere com mais eficiência o leite do peito). Claro que isso não deve ser motivo para desmamar a criança. O importante, mais uma vez, é que seu filho aprenda a dormir sozinho, sem depender do peito. Uma maneira de conseguir isso é amamentá-lo e tentar colocá-lo no berço ainda acordado.

6. Hora certa pra dormir

O truque de atrasar a hora de colocar o bebê para dormir com o objetivo de fazê-lo acordar mais tarde não funciona. Isso acontece porque, graças ao ciclo circadiano (período de aproximadamente 24 horas no qual se baseia o nosso ciclo biológico), bebês são programados para se sentirem sonolentos e dormirem cedo – entre 17h30 e 18h30.

Se você enrolar e deixar o estado sonolento passar, o corpo luta contra a fadiga, produzindo estimulantes químicos. “Seu bebê começa a ficar ligado – aí é mais difícil de pegar no sono e continuar dormindo”, diz o dr. Weissbluth. Se 17h30 parece cedo demais, principalmente para os pais que trabalham, tente colocá-lo na cama até as 19h ou, no máximo, 20h.

7. Apague a luz

Tente eliminar todas as fontes de luz que podem estar atrapalhando o sono de seu filho. Até luzinhas pequenas e aparentemente insignificantes podem interferir na produção de melatonina pelo corpo. Mas não precisa deixar a criança no breu total, caso ela tenha medo do escuro. “Você pode usar uma luz noturna sombria ou até deixar a luz do corredor entrar pela fresta da porta, principalmente para crianças ansiosas”, explica o dr. Owens. “O que prejudica é a luz de um monitor de computador ou da tela da televisão, que é muito estimulante”, explica.

Tem mais duvidas sobre o assunto? Escreve para a gente.

Fonte: https://paisefilhos.uol.com.br/bebe/dormindo-a-noite-toda/

Comentários

Leave a comment