Como fica o casamento após a chegada dos filhos?

O nascimento dos filhos obriga o casal a se reinventar. Homem e mulher assumem os novos papéis de pai e mãe e têm de reorganizar a vida para dar conta dessas funções. Com a vida atribulada, as necessidades individuais do casal acabam sendo postas de lado.

Bem hoje resolvi escrever esse artigo porque tenho certeza que muitas pessoas passam por essa fase onde o bebê chega e o casamento muitas vezes acaba ficando em segundo plano por uns meses ou até anos, fique tranquila, se isso acontece com você ou já aconteceu você não é a única.

Relembrando que a família sempre surge daquele amor onde começa o namoro e o nosso sonho vem a tona, o casamento, mal vemos a hora da chegada daquele grande dia, preparativos, festa, lua de mel e finalmente estamos casados e felizes.

Logo bate aquela vontade de aumentar a família, ter os filhos.

E ai começa ansiedade pela gravidez, o positivo, a comemoração e família feliz coma chegada de mais um novo integrante.

Após o nascimento, muitas inseguranças e mistura de felicidade em ter se tornado mãe e pai.

A vida do casal muda e muito nesse inicio, pois todas as atenções são voltadas ao recém nascido ali tão dependente dos pais e com isso a mulher tem como prioridade o seu filho e não mais o seu marido, ai começa surgir a carência do casal, da mulher que tem dificuldade em conciliar os dois e do homem que muitas vezes interpretam que perderam a mulher para o filho.

“É fácil entender por que a equação do casamento é desbalanceada com a chegada de um filho. Basta considerar o valor de algumas variáveis. Segundo recente estudo do Relationship Research Institute, dois terços dos casais sentem que a qualidade de seus relacionamentos piorar nos três anos que se seguem ao nascimento do bebê. Somem-se a isso dados de duas pesquisas também americanas. Segundo a Universidade do Estado de Ohio, após o nascimento, os pais passam a ter apenas um terço do tempo que costumavam dedicar à relação amorosa antes da gravidez e, de acordo com a Universidade de Maryland, as despesas com a crianças explodem o orçamento familiar: alta de 300%. “

“O nascimento de um filho suspende parte dos sistemas que sustentam um casamento. É preciso saber lidar com as mudanças, porque elas são temporárias”, diz Marli Sattler, psicóloga e terapeuta de casal e família. É a receita para evitar que o bebê – aguardado com grande expectativa e fonte de alegria para toda a família – se transforme em uma bomba-relógio para o casal.”

O livro “Como reinventar o casamento quando os filhos nascem” diz que: “A criação de filhos é um empreendimento conjunto que exige comunicação, compreensão, amor e disposição de assumir um compromisso. Casais que não desenvolvem essas atitudes e habilidades antes do nascimento dos filhos não podem acreditar que as assimilarão de uma hora para outra, assim que o primeiro bebê nascer.

Se a dinâmica do casal acabou perdida depois do nascimento da criança, também é possível reverter a situação com algumas atitudes. Segundo o psicoterapeuta americano Gary Chapman, autor do livro Como Reinventar o Casamento Quando os Filhos Nascem (Ed. Mundo Cristão), enquanto há força de vontade de ambas as partes dá para reconquistar a vida de casal.

Veja os passos a seguir e aprenda como enriquecer o seu casamento e reviver os momentos de intimidade, ao mesmo tempo que vocês criam os filhos.

1. Faça do casamento uma prioridade

Casamento e filhos são empreendimentos distintos e ambos precisam de cuidados. Portanto, não cabe a questão sobre o que merece mais atenção. Tornar o casamento uma prioridade depende de acordo prévio com o parceiro. Quando já ocorreu o distanciamento, essa conversa é ainda mais importante: “O casal precisa se comprometer com a reaproximação, falar sobre as mágoas que ficaram, as razões de seu afastamento, e então definir o que querem resgatar da relação”, diz a psicóloga Solange. Reservar um tempo para se divertirem e curtirem a companhia um do outro são passos essenciais para uma união sólida.

2. Assuma o controle de sua agenda

Organize o dia a dia. Com seu parceiro, determine quem é a pessoa mais indicada para fazer cada coisa (ir ao supermercado, lavar a louça, estudar com os filhos) e qual a melhor hora para isso (o maridão vai ao mercado enquanto você vê o dever de casa das crianças); estabeleça horários para seus filhos (se eles dormem às 8, o casal fica livre para estar junto à noite); e cuide de você (faça as unhas, descanse). “É mais comum a crise existir quando a mulher fica com jeito só de mãe, deixando de ser desejável”, diz a psicanalista Dora. A organização fará com que vocês aproveitem melhor os momentos a dois.

3. Tenha domínio sobre o seu dinheiro

Manter as finanças sob controle poupa muito stress ao casal. Mas, às vezes, os esforços são tantos para conquistar uma casa própria, por exemplo, que não sobra tempo para olhar a relação. E de que adianta morar na casa nova se vocês estiverem infelizes? Estabeleçam metas financeiras e trabalhem juntos por elas, mas lembrando de cuidarem de si mesmos. Vale surpreender o outro com bilhetes amorosos, apreciar a lua cheia… Ou, se dinheiro não é o problema, trocar presentes, jantar fora… “Isso favorece a aproximação e o carinho”, ensina a psicóloga Suzy Camacho.

4. Aprenda a disciplinar e educar seus filhos

É importante que pai e mãe definam em conjunto as regras da criação dos filhos, tendo claro o que pode e o que não pode. Dessa forma evitam muitas discussões, o que sempre desgasta a união. “Caso tenham alguma divergência sobre a educação dos pequenos, o melhor é conversarem em separado sobre o assunto, mas nunca tirem a autoridade um do outro na frente deles”, comenta Suzy Camacho. Quando marido e mulher sentem que atuam juntos na formação dos filhos cria-se um ambiente positivo, aumentando a cumplicidade do casal.

5. Descubra como manter a intimidade

Intimidade não se conquista para sempre. É preciso cultivá-la, como ensina o guru dos relacionamentos Gary Chapman. Ao colocar em prática os passos desta reportagem, você e seu companheiro estimulam o contato. Daí, é aproveitar o tempo conquistado para namorar, conversar, fazer declarações de amor e sexo. Segundo a americana Alisa Bowman, autora do livro Felizes para Sempre (Ed. Sextante), é possível resgatar o romance a qualquer momento. Uma ideia: criar um “manual de instruções”, reunindo sugestões do que vocês faziam na época do namoro; coisas românticas que outros casais inventam… Daí, é pôr em prática o que está nele, e cada vez um pode tomar a iniciativa. Aos poucos, o maior contato entre vocês influenciará positivamente o casamento.

É perfeitamente possível sair da “crise” e voltar a ter um relacionamento saudável após a chegada dos filhos, boa sorte! 🙂

Beijos, espero que tenham gostado e possa ajudar mamães e papais a  continuar ainda mais tendo uma família feliz.

Beijos,

Bianca Trindade Bresciani

 

Comentários

Comentários