Fala sério Mãe: toda mãe deveria ser estudada

Cabeça de mãe é algo muito engraçado. Sério gente, toda mãe deveria ser estudada.

No dia que voltei da minha viagem de férias, durante o vôo, assisti ao filme “Fala sério mãe”. Vocês conhecem? Assistiram?

É uma comédia com a atriz Ingrid Guimarães  que me fez viajar no tempo (pra frente e pra trás) e chorei do começo ao fim. Se era para rir, certeza que sou uma louca porque o aperto do coração não permitiu não.

O filme fala do relacionamento da mãe e filha na fase da adolescência fazendo retrospectivas da vida e projetando emoções. Eu entrei meio que em pânico vivendo o filme, pensando em mim mesma nas diversas situações e definitivamente eu não faço a mínima ideia de como temos que viver a maternidade leve e evoluída de criar uma filha para o mundo lá fora.

Ahhh eu só sei criar para o meu mundo, só quero que ela fique aqui dentro para sempre, grudada em mim e me irritando 500 vezes por dia quando grita “MÃE” para não falar nada.

Masssss isso é impossível. Certo? Então o que tenho que fazer ?

A Isabella só tem 6 anos e tenho aí mais 6 para ela virar adolescente (vivo pensando nas palavras da Mônica Figueiredo, da Revista Pais e Filhos, de que criança não é adolescente antes dos 12 anos. Ufa! 😅) e já estou com mil caraminholas. A gente pira? Ôôôôô se pira.

O filme é uma comédia e não falo que não é um filme engraçado. A Ingrid é fantástica. O problema mesmo foi que fiquei me vendo lá e projetei as situações como se eu fosse a personagem, aí, não foi nadinha engraçado. Não estou preparada gente!

Tem mãe mais evoluída que eu por aqui? Me salva então… 🤣🤣🤣🤣 .

Clipe do filme Fala Sério Mãe:

Foto: Acervo pessoal de Carla Biscaldi

Filme: YouTube

Comentários

Leave a comment