Insolação: alerta para esses dias quentes

A insolação é uma condição séria e fatal causada pelo excesso de exposição ao sol e ao calor intenso.

Genteeee, nessa semana quente que passamos eu dei uma vacilada e sei lá onde eu errei. Só sei que após um dia de piscina, a Isabella chegou em casa com forte dor de cabeça e o corpo super quente. Estava meio molenga. Achei o comportamento dela estranho e procurei um médico que me explicou que poderia ser um início de insolação.

Surtei né? Sou super cuidadosa e até meio neuras com esse lance de beber água, passar protetor solar e tal e em algum momento cometi um deslize.

Você sabe como a insolação começa?

Ela acontece quando a temperatura corporal ultrapassa os 40ºC, fazendo com que o mecanismo de transpiração falhe e o corpo não consiga se resfriar.

Pode ocorrer quando a pessoa passa muito tempo em um ambiente com sol, se está trabalhando em locais com alta temperatura ou se exercitando em excesso.

Durante a insolação a temperatura do organismo aumenta, o que pode causar a perda de água e de nutrientes importantes. Tanto que o quadro de insolação é considerado emergencial, já que se não for tratada rapidamente pode trazer danos ao cérebro, coração, rins e músculos.

São algumas das situações que podem levar à insolação.

  • Passar o dia sob o sol sem protetor solar (na praia, por exemplo)
  • Praticar atividades extenuantes
  • Usar excesso de roupas
  • Ficar sem se hidratar por muito tempo

Alguns fatores aumentam o risco de ter uma insolação, como:

  • Não beber líquidos adequadamente
  • Ter doenças crônicas (como diabetes)
  • Ingerir álcool ou cafeína em excesso.

Algumas pessoas têm mais risco de terem insolação como:

  • Crianças e bebês
  • Idosos
  • Pessoas com problemas que levam a desidratação, como quem tem gastroenterite
  • Pessoas que praticam atividades extenuantes, como atletas, soldados e trabalhadores que realizam atividades que envolvem esforços físicos sob o sol (como pedreiros).

A insolação é uma emergência médica, portanto, diante desses sintomas,a pessoa deve ser levada imediatamente ao hospital para avaliação médica.

Depois de chamar a emergência, o objetivo dos primeiros socorros em casos de insolação é tirar a pessoa do calor e baixar sua temperatura corporal. Para tanto é preciso:

  • Remover a pessoa para um local fresco, ventilado e à sombra
  • Remover o máximo de peças de roupa possível da pessoa
  • Se consciente, mantê-la em repouso e com a cabeça elevada
  • Oferecer bebidas geladas, principalmente água
  • Borrifar água fria sobre o corpo da pessoa delicadamente
  • Pode-se aplicar compressas de água fria na testa, pescoço, axilas e virilhas (exceto em idosos)
  • Outra possibilidade é imergir a pessoa em água fria ou colocá-la em roupas ou panos encharcados.

Especialistas que podem diagnosticar a insolação são:

  • Clínico geral
  • Pediatra
  • Dermatologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O tratamento para insolação consiste em reduzir a temperatura corporal da pessoa. Para isso, algumas técnicas são usadas:

  • Levar a pessoa com insolação para um lugar fresco, com sombra e ventilação
  • Retirar o máximo de roupas possível
  • Se consciente, mantê-la em repouso e com a cabeça elevada
  • Oferecer bastante água fria ou outro tipo de líquido não alcoólico
  • Borrifar água delicadamente em todo o corpo da pessoa ou até mesmo fazer compressas de água fria na testa, axilas, pescoço e virilhas
  • Se possível, dar um banho frio ou envolvê-la com panos ou roupas molhadas

As medidas de prevenção da insolação são bem simples:

  • Evitar permanecer sob o sol entre as 10 e as 16 horas
  • Use roupas leves, de cores claras e que não fiquem apertadas ao corpo
  • Use protetor solar com FPS 30 ou mais e evite queimaduras na pele
  • Beba muitos líquidos, para evitar a desidratação. Prefira água, água de coco e sucos de frutas naturais. Mas tome cuidado com as bebidas alcoólicas, que em excesso causam desidratação
  • Ao se exercitar no verão, beba muitos líquidos duas horas antes da atividade, durante e depois
  • Cuidado com os momentos mais quentes do dia (das 11h da manhã até as 15h da tarde), bebendo bastante água e tentando permanecer na sombra
  • Evite deixar pessoas no carro em dias de muito sol, já que o risco nestas situações é maior.

Fonte: minhavida.com.br

 

 

 

 

 

Comentários

Leave a comment