Não deixem que os seus filhos desistam na primeira dificuldade. Insista. Invista. Apoie. Ajude.

A Isabella entrou no ballet porque cismei que ajudaria tanto na perda da timidez quanto na disciplina.

Ahhhh o que aconteceu? Teve dificuldade na adaptação justamente por ter que dançar e se soltar na frente das amiguinhas e de um espelho enormeee! 

Quis desistir dizendo que não gostava de dançar mas vivia pela casa fazendo o que tinha aprendido nas aulas.

Durante um ano inteiro pediu para eu ir junto e não sair do sofá da recepção. Ia ao banheiro várias vezes durante a aula só para ver se eu estava como combinamos. E eu estava, cumprindo a minha parte no nosso combinado sabendo que simplesmente eu estar ali era uma segurança pra ela. Meus pensamentos ficavam no que eu poderia estar fazendo em uma hora que estava sentada e ficava até ansiosa mas não me rendi.

Nesse primeiro ano pediu mil vezes para não participar do Festival de Dança de final de ano. Respeitei.

Em 2018 começou as aulas tímida novamente e com o mesmo ritual. Aos poucos percebi que já não ia mais ao banheiro só para me ver, corria pelas escadas para chegar à classe e espontaneamente me contou que era preciso marcar para tirar as medidas para a confecção da fantasia do Festival.

Não pensem que nesse tempo todo ela não ia feliz para as aulas. Ia muitooooo! Mas chegava e encontrava uma barreira chamada timidez.

Cada criança tem o seu tempo. Foram mais de 12 meses para essa evolução. Precisam do nosso apoio e paciência. Precisam que acreditemos nelas.

Foto: Acervo pessoal de Carla Biscaldi

Comentários

Leave a comment