Seu filho te escuta e obedece na sua primeira fala?

Tenho percebido algumas dificuldades com os meninos, quando eles estão no “mundo deles”, entretidos com algo ou em algumas situações, está bem difícil a questão do me “ouvir”. 


Fica desgastante o dia a dia para nós pais situações como essa, falar mil vez a mesma coisa não? Será que eles estão “desobedientes”, alguma nova fase, não sabendo lidar com a situação recorri a algumas pesquisas na internet porque sempre podemos aprender mais e vi uma reportagem da Pais&Filhos que achei bem interessante e já estou começando a colocar em prática.

Esse comportamento é mais comum em meninos, ufa. As meninas conseguem fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo e ainda escutar a mãe. Quando se trata de meninos é diferente. Deixei varias dicas lá no blog e cheguei à conclusão que homens são diferentes das mulheres desde criança.

Uma das dicas que li em momentos assim onde estão dispersos fazendo algo, é o toque como por exemplo, se aproximar da criança e fazer umas cócegas para tirar os meninos daquele foco, dai avise que o jantar está pronto por exemplo.

1. Toque

De acordo com Maggie, meninas podem fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo, como brincar de casinha e escutar a mãe falando para recolher as brinquedos. Mas, quando se trata de meninos, é um pouco diferente.

“Meninos (e alguns homens) tendem a ter um único foco. Isso significa que eles prestam atenção apenas ao que está acontecendo naquele momento”

“Então, por exemplo, se você chama seu filho para jantar enquanto ele está assistindo televisão, você não vai receber nenhuma reação. Mas porque somos mulheres, pensamos que nossos filhos estão nos ignorando deliberadamente para que possamos gritar com ele. Então, é claro, ele pensa consigo mesmo “por que a mulher que eu mais amo no mundo está gritando comigo?”.

O que está realmente acontecendo aqui é que ele não sabia que você estava falando com ele em primeiro lugar.” A dica de Maggie é que você faça cócegas em seu filho! “Vá até ele, faça um pouco de cócegas e diga que o jantar estará pronto em cinco minutos. Isso lhe dá a chance de processar seu pedido”, diz ela.

2. Não use muitas palavras

Quando se trata de se comunicar com nossos filhos, Maggie diz que menos é mais. “As pesquisas mostram que os meninos demoram um pouco mais para raciocinar com suas palavras“, diz ela. “Meninos não conhecem muitas palavras para expressar seus sentimentos ou o que está acontecendo, especialmente quando queremos que ele fale logo com a gente.”

Além disso, meninos podem levar mais tempo para perceber as situações, se algo deu certo, errado ou se foi difícil enfrentar uma situação. Nesses casos, as mães podem imaginar que os meninos não querem falar.

A solução é simples: dar tempo. Maggie recomenda esperar para conversar um pouco mais tarde, quando eles estão relaxando e em um espaço mais estável. Isso pode ser depois da hora do banho ou perto da hora de dormir.

E não use tantas palavras! “Se você quer que seu filho coloque o chapéu na cabeça dele, não use frases grandes e longas. Simplesmente diga: “David … chapéu … cabeça.” Diga de maneira simples e amorosa, direto ao ponto.

3. Mostre

Finalmente, Maggie recomenda usar ações, movimentos, para ilustrar aos nossos filhos o que eles precisam fazer. “Se você quer que seu filho sente logo na cadeira, não fique pedindo a mesma coisa várias vezes. O que eu sugiro é que você coloque ele sentado uma vez, com demonstrações de carinho, mostrando o que você quer que ele faça” disse Maggie.

O importante na hora de falar com os meninos é lembrar que eles percebem a linguagem de uma maneira diferente que as meninas. Lembre-se de falar mexendo no seu filho e usar poucas palavras, mesmo que você esteja muito nervosa, mostrando para ele que você ainda o ama.

Comentários

Leave a comment